Contrologia

Muitas pessoas perguntam o motivo de trabalharmos tantos exercícios para a articulação de tornozelo e na posição de pés de Pilates.

Os pés de Pilates tem como objetivo promover a contração dos 6 músculos rotadores externos de quadril, isometria de adutores (através de calcanhares unidos), além de ativar o glúteo máximo e tríceps sural (músculos da panturrilha), permitindo que o praticante execute os exercícios de maneira mais estável e controlada.

A panturrilha assume o papel de “segundo coração”, responsável pelo retorno venoso (das extremidades inferiores até o coração), o que evita acúmulo de sangue e toxinas, bem como auxilia na prevenção de varizes e outras alterações vasculares. Esses músculos quando bem trabalhados diminuem resistência vascular periférica (resistência que os tecidos exercem a chegada do sangue), o que leva a diminuição da pressão arterial, permitindo também a chegada de um sangue rico em nutrientes.

Além disso, a mobilidade de tornozelo é extremamente importante para os segmentos adjacentes, em especial joelho e quadril.

  • “Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você vai ter um novo corpo.”

Importância dos Princípios da Contrologia para a prática do Pilates?

Você explicou para seu cliente sobre cada um dos princípios da contrologia, demonstrou para ele sobre como é a execução correta dos movimentos, explanou sobre a diferença da prática do Pilates em relação a outras atividades físicas… Ele já te entendeu.

Mas… E, aí?

Ele vira para você e te pergunta: “Por que eu preciso seguir todas essas ‘regras’ aí durante a execução dos movimentos?”.

Não sei vocês, mas eu adoro quando meus clientes perguntam isso. Porque isso me dá a oportunidade de explicar para eles sobre qual a atuação de cada um dos princípios da contrologia nos resultados na prática do Pilates.

E, na minha experiência, quando eles passam a entender sobre a real necessidade de cada princípio, eles os adotam de forma mais efetiva.

Então, vamos lá. Qual a importância de cada princípio para a prática do Pilates?

Conforme eu já disse anteriormente, todos os princípios da contrologia estão interligados, não existe um mais importante que o outro.

Não é possível se executar a respiração adequada se você não tiver concentração, assim como não é possível se ter a fluidez necessária se você não tem controle, da mesma forma não é possível iniciar o movimento pelo centro, se você não tem precisão na sua execução.

É impossível isolar apenas um princípio durante a prática do Método e ainda querer gozar dos benefícios do mesmo.

É claro que não é provável que um cliente iniciante no método conseguirá realizar com esmero todos os exercícios propostos seguindo os seis princípios da contrologia durante todos os movimentos.

Mas, para esses casos, é interessante que para cada exercício você dê ênfase em uma parte dos princípios, até que, por fim, de forma automática, ele consiga assimilar todos os seis com o mínimo de esforço. Assim como dizia o próprio Joseph:

  • “Realize seu exercício com o mínimo de esforço e o máximo de prazer.”

Quer saber mais? Estamos à disposição!
#contrologia #pilatesclassico #vemprogolden

Referências bibliográficas:

MARTINS, Rivien Aparecida de Souza. Método pilates: histórico, benefícios e aplicações. Revisão Sistemática da Literatúra. Goiânia. 2013.

 

Créditos ao autor: Felipe Faralozzo

23 de abril de 2019

0 comentários em "Contrologia"

Gostou? Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Rua dos Andradas, 1091 - Conjunto 51
  • Edifício do Clube do Comércio
  • Centro Histórico, Porto Alegre - RS

SIGA NOSSAS REDES

top
WhatsApp chat