Ciatalgia ou dor ciática é uma forte e incapacitante dor causada pela inflamação do nervo ciático, o nervo mais longo do corpo humano.A dor ciática causa um desconforto que começa na região lombar e desce pela região glútea, perna, joelho, tornozelo e pé, local onde o nervo termina. A dor geralmente é sentida como uma pontada ou uma queimação.

Às vezes, começa gradualmente, piora durante a noite e é agravada pelos movimentos. Pode também causar formigamento, parestesias (baixa sensibilidade) ou fraqueza nos músculos da perna afetada. Muitas vezes incapacita o indivíduo de caminhar e pode gerar também incapacidade de movimentar-se.Causas da ciatalgia:

Hérnias
Bacia desnivelada
Perna curta
Problemas musculares
Problemas miofasciais

Síndrome do músculo piriforme: É comum que esse problema decorra de má postura, inatividade física ou excesso de atividade física.

Assim, manter uma boa postura e fazer exercícios físicos regularmente pode ajudar a prevenir esse problema.

O Método Pilates é eficaz na prevenção de ciatalgia, pois ele corrige os desalinhamentos do corpo através do trabalho de força e flexibilidade, além de proporcionar uma exploração profunda, eficiente e consciente dos movimentos.

A essência do método Pilates produz efeito duradouro no corpo pelo acesso ao sistema nervoso. O cérebro reprograma o ovimento e a atividade para libertar o corpo da dor e dos sintomas relacionados. Se o corpo não realizar uma mudança permanente em seu funcionamento, os sintomas retornarão.

Atingir essa mudança para se livrar das dores exige um alto nível de consciência corporal e autoconhecimento. Tudo isso é trabalhado no Pilates através de movimentos dinâmicos e fluídos, de forma que você possa transferir os movimentos para o seu dia a dia com maior facilidade.

O mais importante é não parar de fazer sessão ou interromper o tratamento quando estiver se sentindo melhor. Na verdade, é neste período que você deve se dedicar mais, pois quando o corpo está em crise de dor, ele não consegue se movimentar livremente e o trabalho de fortalecimento fica comprometido.

Lembre-se: Não basta tratar apenas a dor, é necessário tratar a causa e movimentar-se sempre para previnir que os sintomas voltem!

Por: Fisioterapeuta Isadora Dornelles