A importância de esticar bem os músculos e o corpo foi tema do programa Bem estar de sexta-feira (29), que levou para o estúdio o preparador físico José Rubens D’Elia e o ortopedista Moisés Cohen, do Hospital Albert Einstein e da Escola Paulista de Medicina. Eles destacaram por que é preciso se movimentar e não ficar sentado, parado ou encolhido o tempo todo.
O programa também propôs um desafio para cinco funcionários de uma empresa: medir a altura deles no começo do dia, no fim do expediente e após o alongamento. O resultado foi surpreendente, e quem mostrou foi a repórter Marina Araújo. Quatro deles “perderam” altura, e um chegou a “diminuir” mais de um centímetro.
O alongamento aumenta bastante a flexibilidade, e os resultados ficam nítidos em até um mês. O recomendado é parar no limite da dor, e não ir além para não causar lesões.
Em geral, as mulheres são mais flexíveis. E mais da metade dos pacientes atendidos por Cohen tem problemas de coluna e ombros por sobrecarga.
O médico recomenda o alongamento tanto antes quanto depois dos exercícios, além de manter uma respiração tranquila.

Fonte: g1.globo.com
ir para a galeria de fotos