O método Pilates como recurso terapêutico traz grandes benefícios a indivíduos portadores de Escoliose. Entretanto, é necessário respeitar a real causa e grau dos desvios posturais para saber como utilizar este método para cada paciente.
Um pouco mais sobre Escoliose: Escoliose é o desvio da coluna vertebral que pode se manifestar com sintomas ainda na infância, adolescência ou somente na fase adulta. As causas são diversas e evoluem em diversos graus de lateralização e rotação vertebral.
O portador pode até não se queixar de sintomas e apenas perceber alteração na sua postura, mas é muito comum referir dores localizadas ou acompanhadas de outros sintomas associados como dormências, queimação, marcha alterada, que podem sim evoluir para sintomas mais intensos e mais difíceis de serem tratados.
O método Pilates tem a capacidade de oferecer fortalecimento, alongamento e equilíbrio corporal, proporcionamdo melhor alinhamento vertebral, reduzindo as tensões musculares e compressões discais devido a maior flexibilidade adquirida pelo corpo.
O ideal é fazer uma avaliação com especialista (ortopedista e fisioterapeuta), exames adicionais de imagem, como uma ressonância nuclear magnética ou radiografia, e uma sessão sem compromisso é sempre um bom meio de avaliar o paciente na execução dos movimentos.
A biomecânica é sempre um meio interesssante de avaliação. Se ao final desta primeira prática o paciente se sentir bem, está apto a continuar o programa, respeitando sempre os limites principalmente dolorosos deste indivíduo. Os benefícios adquiridos com o método Pilates sem dúvida serão muito gratificantes.