A  coluna vertebral vista por trás deve ser reta e alinhada. A escoliose é uma deformação morfológica da coluna vertebral nos três planos do espaço, assim, a coluna realmente se torce para os lados, para frente e para trás e em volta do seu próprio eixo formando um “C” ou um “S”.

Essa torção em maiores graus determina a gravidade da escoliose e a forma de ser tratada.

Causas:

  • Idiopática;
  • Neuromuscular;
  • Congênita;
  • Pós-trauma.
Importância do tratamento:

  • Diminuição da capacidade ventilatória nas escolioses severas;
  • Importância estética;
  • Incongruência intervertebral (desgaste com dor).

O tratamento das escolioses baseia-se, dentre outros fatores, na idade, na flexibilidade, na gravidade da curva e na sua etiologia, compreendendo a correção das deformidades, com tratamento conservador, que inclui fisioterapia e utilização de coletes, adaptação de palmilhas posturais que incrementam a eficácia do tratamento conservador ou o tratamento cirúrgico. Na opção de tratamento conservador os fisioterapeutas utilizam-se dos benefícios do RPG e do Método Pilates, pois eles corrigem ou minimizam a escoliose através dos exercícios posturais.

O método Pilates é bastante reconhecido pela sua eficiente prevenção e recuperação de desvios posturais, pois ele possui uma imensa variedade de exercícios para atingir um mesmo objetivo. Dessa forma, o Pilates é uma alternativa dinâmica, eficiente e motivante para os alunos, com resultados bastante perceptíveis. Sempre deve ser considerada a individualidade do aluno, conhecendo-o e respeitando suas possibilidades e os seus objetivos.

Por: Fisioterapeuta Isadora Dornelles Alves