Em atividade realizada pela ABP (Associação Brasileira de Pilates), o fisioterapeuta Eduardo Freitas da Rosa participou da entrevista abaixo, publicada dia 14/02/2012:

 

Pilates – Força e flexibilidade são os grandes benefícios para quem já passou dos 50

A quantidade de exercícios e atividades disponíveis nas academias hoje é impressionante. Alongamento, musculação, natação, Ioga, caminhada, dança, hidroginástica e muitos outros. Cada um deles traz benefícios específicos para a saúde do corpo, especialmente de pessoas com mais de 50 anos. O Pilates é um método que associa corpo e mente em uma série de exercícios de resistência, força e flexibilidade e é altamente recomendado para pessoas de todas as idades.

Mais do que exercício físico, o Pilates é chamado de um método de reabilitação e condicionamento físico. De acordo com o fisioterapeuta Eduardo Freitas da Rosa, coordenador administrativo da Associação Brasileira de Pilates (ABP), “o método Pilates foi criado pelo alemão Joseph Pilates (1880-1967) com o intuito de promover o desenvolvimento equilibrado entre mente e corpo, combinando arte e ciência. É importante salientar que o método Pilates trabalha o corpo na sua integralidade e exige do profissional e do praticante concentração em tempo integral. Com isso, o ideal é garantir a maior individualidade possível durante o atendimento“.

O maior diferencial do Pilates são os exercícios que o compõem. Segundo a fisioterapeuta e presidente da ABP, Solaine Perini, “existe uma ampla variedade de exercícios, que são organizados em duas esferas: mat (solo) e aparelhos. Os exercícios são organizados em séries capazes de trabalhar com fortalecimento, alongamento, consciência corporal de regiões específicas e também com sequências capazes de proporcionar um trabalho físico para todo o corpo dos praticantes. A competência do profissional e a variedade de alternativas para execução de exercícios, por meio dos aparelhos e acessórios, são indispensáveis para que os praticantes alcancem os seus objetivos”.

Ao contrário de muitas outras atividades que trabalham individualmente corpo ou mente, o método tem uma abrangência mais holística, garantem os especialistas. Para Solaine, “a prática de Pilates é realizada com exercícios que visam o pleno desenvolvimento físico e mental dos seus praticantes. Para desenvolver o pleno controle de corpo e mente, Joseph Pilates definiu seis princípios básicos para a prática do seu método, que são: respiração, concentração, centralização, controle, precisão e fluidez. Durante sua prática, o aluno consegue trabalhar o seu corpo como um todo, sem fragmentar nenhum movimento, pensando apenas nos músculos agonistas e antagonistas da região exercitada primariamente”.

O Pilates pode ser praticado por qualquer pessoa, de qualquer idade. Eduardo salienta que “o método possui uma imensa gama de exercícios sequências de dificuldades variadas, que vão sendo trabalhados com os praticantes gradativamente, conforme a concentração e desempenho físico evoluem. A competência do profissional é o requisito básico para que os praticantes alcancem os seus objetivos e não ponham em risco a sua saúde, uma vez que não há contra indicação absoluta para a prática de Pilates”.

Além dos benefícios já citados, ainda existem muitos outros que resultam da prática correta da atividade. “O Método Pilates Original fornece ferramentas necessárias para a educação da consciência, para que a pessoa possa cuidar mais de si mesma e beneficiar-se através da prática dos exercícios. A rápida percepção dos resultados tem incentivado um número cada vez maior de praticantes e hoje é o método de condicionamento físico que mais ganha adeptos no mundo”, dizem os especialistas.

Os representantes da ABP Eduardo Freitas da Rosa e Solaine Perini uniram-se e prepararam uma lista com os maiores benefícios do método. Veja a seguir:

- Melhorar a capacidade cardiovascular e respiratória
– Melhorar o condicionamento físico e mental
– Aliviar os problemas relacionados ao stress, diminuindo tensão e fadiga
– Propiciar um corpo mais firme e flexível, com uma força maior
– Melhorar a força muscular e mobilidade articular
– Melhorar a postura eliminando maus hábitos, levando ao correto alinhamento corporal
– Fortalecer a musculatura abdominal
– Fortalecer os músculos que sustentam a coluna eliminando dores crônicas
– Manter a mente alerta
– Melhorar o estado geral de saúde
– Otimizar o desempenho desportivo
– Promover uma condição segura para uma melhora no estilo de vida e da autoestima.

Fonte: http://www.maisde50.com.br/